Se não rigidez nem permissividade, então o que?

Se não rigidez nem permissividade, então o que?

Crianças que são criadas com permissividade crescem pensando que o mundo lhes deve a vida (Jane Nelsen).

Um dos maiores erros que pais e professores cometem quando decidem aplicar a disciplina positiva é tornarem-se muito permissivos porque não querem ser punitivos.

A Disciplina Positiva é baseada em respeito mútuo e cooperação. Incorpora gentileza e firmeza ao mesmo tempo como fundamentos para ensinar competências de vida com base em um lócus de controle interno.

Satisfazer as crianças a todo momento ou protegê-las de qualquer frustração ou decepção, não é ser gentil, mas sim permissivo. Ser gentil significa ser respeitoso com a criança E consigo mesmo, não somente uma coisa ou outra.

Mostrar respeito pela criança é validar seus sentimentos, mas não atender aos seus desejos. Considerá-las é muito diferente de atendê-las. Precisamos acreditar e confiar que as crianças conseguem sobreviver às decepções e, principalmente, que conseguem desenvolver um senso de capacidade nesse processo.

Não é respeitoso livrá-las de todas as frustrações, pois assim elas não terão oportunidade de desenvolver os "músculos" da decepção. Temos a crença que frustração gera sofrimento, na verdade, frustração firme e gentil gera autoestima e autocontrole.

Bárbara Catarina

Bárbara Catarina

Formada em Psicologia, especialista em Psicologia Clinica, Hospitalar e em Inteligência Emocional. O foco de atuação é o atendimento a crianças, adolescentes e famílias.

Brasil