Bons motivos para desconectar

Bons motivos para desconectar

Brincar é sinônimo de criar, imaginar, inventar, aprender sobre o mundo e as pessoas. No brincar, a experiência se revela e fica no registro da criança. Brincadeiras conduzidas ou não, todas são importantes para a construção do conhecimento. O brincar proporciona experiência cognitiva, emocional e social. Está associado ao encorajamento e à energia. O brincar é um momento de se relacionar, de criar vínculos, de se constituir a partir de aprendizados, que desenvolvem e permitem o crescimento contínuo da criança.

Mas e a tecnologia e os eletrônicos? Como usamos? Como nossas crianças estão usando? Será que estamos encontrando equilíbrio em nosso dia a dia?
A internet é uma ferramenta que possibilitou grandes avanços em nossa comunicação, grandes aproximações em nosso mundo atual, mas, por incrível que pareça, também pode nos afastar, dependendo de como a utilizamos. A tecnologia e os jogos eletrônicos são muito ricos e interessantes, desenvolvem várias habilidades, entretanto, seu uso exclusivo é prejudicial, pois o brincar no mundo concreto traz muito aprendizado e é necessário para as crianças.

No mundo concreto as crianças precisam criar, imaginar, movimentar o corpo e utilizar a imaginação para brincar. O desenvolvimento motor, emocional e social sai prejudicado quando a criança só utiliza eletrônicos. Por isso, o mais importante é o equilíbrio! Nos dias atuais é quase impossível desconectar completamente os pequenos, porque nós mesmos estamos conectados o tempo todo, mas se a família se propor a se desconectar em alguns momentos e permitirem estarem juntas, rirem, brincarem, conversarem, será um momento muito rico.

Psicóloga Bárbara Catarina da Cunha Prado

Psicóloga Bárbara Catarina da Cunha Prado

Formada em Psicologia, especialista em Psicologia Clinica, Hospitalar e em Inteligência Emocional. O foco de atuação é o atendimento a crianças, adolescentes e famílias.

Brasil